terça-feira, 29 de novembro de 2016

[Pegadas & Passatempos] 1º Aniversário com o Grupo Lidel 4

Olá leitores! Novembro é o mês de aniversário do blogue! Dia 9 de Novembro o Pegadas fez um ano e iremos festejar este mês da melhor maneira: muitos PASSATEMPOS!!!
Com o gentil apoio do Grupo Lidel tenho para vos oferecer um exemplar do livro 'Portugal Panorâmico' de Nuno Cardal.
Para participar basta:
* Ser seguidor/a do blogue (Obrigatório)
* Colocar gosto na página do Facebook do Pegadas Literárias (Obrigatório)
* Ser residente em Portugal Continental e Ilhas
* Pode participar uma vez POR DIA.

Para responderem às questões do formulário vejam as respostas aqui.
Este passatempo termina no dia 3 de Dezembro.
O/A vencedor/a será seleccionado via random e terá que disponibilizar o seu contribuinte para o envio do livro por parte da Editora. Muito boa sorte a todos!



[Pegadas & Passatempos] Vencedora do Passatempo de Aniversário com o Grupo Lidel 3

Boa tarde a todos!
O Grupo Lidel aceitou juntar-se ao Pegadas no seu primeiro aniversário. Assim sendo, foi sorteado um exemplar do livro 'Expressões Idiomáticas Ilustradas' de Sofia Rente.
Foram 123 as participações válidas!
Quem irá receber um exemplar deste livro é:

113. Celina Maria João Rodrigues

Parabéns Celina! 
Muito em breve receberá o exemplar deste fantástico livro!
Um Obrigado ao Grupo Lidel, pela sua excelente colaboração no aniversário do Pegadas!

domingo, 27 de novembro de 2016

[Pegadas & Divulgações] Novidades Marcador - Novembro

Sobre o livro: No final de um dia em que foi deixada – duas vezes – e em que matou acidentalmente um ganso, uma jovem mulher anseia por umas férias tropicais, longe do caos da sua vida. 
Porém, os seus planos são arruinados pelo filho surdo-mudo da sua melhor amiga, deixado ao seu relutante cuidado. Mas quando o rapaz escolhe os números sorteados num bilhete de lotaria, partem os dois numa viagem de carro pela Islândia, com o porta-luvas atulhado com parte do produto do seu jackpot. 
O que começa como uma aventura espontânea vai alterar, de modo inesperado e profundo, a forma como vê o passado e como planeia o futuro.

«Neste livro, o leitor sente o calor do sol num país nórdico onde o sentimento é um sorriso palpitante, com dois corações. Um agudo e outro grave, esses corações escrevem a partitura de um livro táctil, arrebatador e tocante.» Paris Match 

Sobre a autora: AUÐUR AVA ÓLAFSDÓTTIR nasceu na Islândia em 1958, estudou história da arte em Paris e deu aulas de história da arte. O seu romance Rosa Candida recebeu o prémio DV Culture Award da literatura e foi traduzido em vinte e duas línguas. Vive atualmente em Reiquejavique, onde é diretora do Museu de Arte da Universidade da Islândia.

------------------------------------------------------------------------
2º Volume da série TRONO DE VIDRO 

Sobre o livro: Num trono de vidro, governa um rei com punho de ferro e alma tão negra como o breu. Celaena Sardothien, a Assassina de Adarian, venceu uma competição violenta e tornou-se no seu campeão. 
No entanto, Celaena está longe de ser leal à Coroa. Ela faz a sua vigilância em segredo; sabe que o homem a quem serve está vergado ao mal. Manter esta encenação mortífera torna-se cada vez mais difícil quando Celaena se apercebe de que não é a única que está à procura de justiça. 
Ao tentar desvendar os mistérios enterrados no coração do castelo de vidro, a sua relação com as pessoas que lhe são mais próximas sofre com isso. Aparentemente, todos questionam a sua lealdade — Dorian, o príncipe herdeiro; Chaol, o capitão da Guarda; e até mesmo Nehemia, a sua melhor amiga, princesa de um reino distante e com um coração rebelde. Mas numa terrível noite, os segredos que todos eles têm guardado conduzem-nos a uma tragédia indescritível. 
O mundo de Celaena é destruído e ela é forçada a abdicar daquilo que considera mais precioso e a decidir de uma vez por todas onde está assente a sua verdadeira lealdade... e por quem está disposta a lutar.

Sobre a autora: SARAH J. MAAS está entre os autores de maior sucesso nos tops de vendas do The New York Times e do USA Today com a série Trono de Vidro. Sarah vive em Bucks County, na Pensilvânia. Ao longo dos anos, desenvolveu uma paixão assolapada por filmes da Disney e por música pop. Adora contos de fadas e ballet, bebe muito chá e vê muita televisão. Quando não está ocupada a escrever, pode ser vista a explorar as belíssimas zonas históricas da Pensilvânia.

------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: 
Será que o Universo começou com um Big Bang? A luz é uma onda, uma partícula – ou ambas? Será que somos a causa do aquecimento global? É possível uma Teoria de Tudo? A ciência tornou possível a compreensão do mundo em que vivemos e os multiversos teóricos além dele, oferecendo avanços tecnológicos e alargando as fronteiras do conhecimento. 
Escrito numa linguagem simples, O Livro da Ciência está repleto de explicações curtas e concisas que evitam o jargão técnico, diagramas passo a passo que desembaraçam teorias complicadas, citações clássicas que tornam memoráveis as descobertas científicas e ilustrações espirituosas que melhoram e jogam com a nossa compreensão da ciência. 
Seja qual for a sua compreensão do assunto, quer seja um estudante interessado ou um cientista de sofá, vai encontrar muita coisa para o estimular neste livro.

------------------------------------------------------------------------

Sobre o livro: Além da compilação das melhores consultas online dadas pelo Doutor G, este livro conta ainda com conteúdo inédito e original, e que só poderão ler aqui ou num PDF pirateado a circular pela internet. Com novas dúvidas e respostas nunca antes publicadas, esta enciclopédia sexual contém dicas de sedução, seja online, seja no mundo real, e um glossário que aumentará o vocabulário eloquento-javardo da população portuguesa e daquelas duas ou três pessoas do Brasil e Angola que vão comprar o livro porque têm um amigo português que lhes disse que era giro.  

Sobre o autor: DOUTOR G, é o alter ego de GUILHERME DUARTE que é um sujeito com mais de trinta primaveras nos ombros. Nascido, criado e (ainda) residente na bela e pitoresca localidade da Buraca, cedo aprendeu que fazer rir era bom, sobretudo para desarmar gandins. É o autor do blogue Por Falar Noutra Coisa, que, em menos de dois anos, se tornou um dos mais lidos de Portugal. Concilia o trabalho a tempo inteiro com a sua faceta de blogger e comentador da atualidade. Não se assume como humorista, porque isso era o mesmo que dizer que é futebolista por jogar, de vez em quando, com os amigos. Embora nunca tenha sido hisper, já tinha barba antes de virar moda.

------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Thomas Piketty é um observador atento dos aspetos económicos da nossa sociedade. Nada escapa à curiosidade nem à sagacidade deste professor universitário, que é não só um dos investigadores franceses mais reputados internacionalmente, mas também um crítico temido da cena política francesa. 
Seja a analisar os efeitos da crise financeira mundial ou a reforma do sistema de aposentações, a interpretar as opções governamentais ou os programas políticos, a dissecar os mistérios do imposto sobre a emissão de carbono ou as declarações de impostos de Liliane Bettencourt, existe sempre a certeza de que Thomas Piketty nunca se refugia no «politicamente correto». Considerado um dos melhores economistas da sua geração — na qual a concorrência é feroz — Thomas Piketty é, acima de tudo, um antidogmático enérgico, que tanto critica severamente a doxa liberal sobre a redução dos impostos, como censura os conformismos do seu quadrante político, a esquerda, que ao insistir em defender os seus princípios permite que a realidade lhe fuja debaixo dos pés. 
Defensor obstinado da redistribuição da riqueza, Thomas Piketty faz parte do grupo daqueles que atualmente fornecem as ferramentas para uma redefinição do projeto social-democrata. 

Sobre o autor: THOMAS PIKETTY nasceu em 1971. Frequentou a École Normale Supérieure e é doutorado em Economia. Atualmente, ocupa o cargo de diretor pedagógico na École des Hautes Études en Sciences Sociales e é professor na École d’Économie de Paris. Especialista no estudo das desigualdades económicas, realizou trabalhos de investigação sobre a importância das instituições políticas, sociais e fiscais na relação entre o desenvolvimento económico e a repartição da riqueza. Escreve regularmente para os jornais Libération e Le Monde, e publicou inúmeros artigos em jornais e revistas internacionais, como o Quarterly Journal of Economics, Journal of Political Economy, American Economic Review, Review of Economic Studies, Explorations in Economic History, The Financial Times e The New York Times. É autor do bestseller internacional O Capital no Século XXI (2013), entre outros.

------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: A mulher portuguesa sempre esteve muito ligada ao Tricot e acumula uma sabedoria que passou de geração em geração. A maioria sabe fazer Tricot e muitas estão a retomá-lo com entusiasmo. 
Os pontos d´O Tricot da Luísa são inspirados em muitas fontes diferentes, e a autora tenta sempre modernizá-los para oferecer alguma novidade. Todos os projectos são da sua autoria, embora tenha ido inspirar-se aqui e acolá.
 No seu caminho por esta arte, está sempre à procura de coisas diferentes, pois é viciada, curiosa e amante deste ofício. Optou assim por simplificar o que vos oferece neste livro e não o tornar num quebra-cabeças. Os projectos podem ser feitos com vários tipos de fio ou lã, e para isso a tricotadeira terá de fazer ajustes.

Sobre a   LÓ faz Tricot desde que se lembra. Filha de pais açorianos, nasceu em 1965, cresceu e foi educada em Inglaterra. Tirou um curso de secretariado e trabalhou sempre como assistente de administração em várias empresas financeiras. Em 1990 mudou-se para Portugal onde continuou a trabalhar em empresas. Anos depois, uma alteração na sua situação profissional fez com que tivesse tempo livre para se dedicar mais à sua grande paixão, o Tricot. Antes de abrir a loja, e a pedido das suas amigas, fazia e vendia peças em Tricot. Em janeiro de 2010, concretizou um sonho e abriu a loja Malhas & Cia., na Parede. Desde aí tem ensinado Tricot a muitas pessoas. O concelho de Cascais atribuiulhe três prémios: o terceiro prémio do concurso «Melhor Montra de Natal»

------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Com pratos simples de executar, não há desculpas para hesitar em fazer estas receitas. Vegetarianas e não vegetarianas, as sugestões abarcam um leque de escolhas para todo o ano – das mais quentes e picantes às mais frescas e suaves. A Bina cozinha diariamente para toda a família e, muitas vezes, para amigos que lhe pedem as «melhores chamuças de Lisboa». 
Nestas páginas juntamos o melhor de uma cozinha indiana caseira com a vontade de partilhar a cultura gujarati. É uma cozinha saborosa, colorida, com sabores familiares e exóticos, feita para a família com muito amor. 

«Quase podemos cheirar e provar cada receita a cada página que folheamos. Um livro despretensioso, tal como o sorriso e a entrega da sua autora.» Clara de Sousa, jornalista, in Prefácio 
 
Sobre as autoras: BINA ACHOCA nasceu em 1975, em Maputo. A partir dos 10 anos, começou a ajudar os pais na cozinha do templo de Rama, em Salamanga, a 60 km da capital de Moçambique. Casou-se aos 18 com Achoca Ramgi, e é nessa altura que Bina vem para Portugal. Sempre trabalhou em casa. Com três filhos, a necessidade juntou-se ao engenho de fazer refeições que agradem a todos. Há anos que os amigos elogiam as suas chamuças como «as melhores de Lisboa». Conheceu a antropóloga Rita Ávila Cachado em 2000 e, desde então, tornaram-se amigas. Este projecto nasceu de muitas tardes de conversa.
 RITA ÁVILA CACHADO licenciou-se em Antropologia, em 1999, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Por causa de um estágio conheceu o bairro Quinta da Vitória, onde Bina morava. Continuou a trabalhar com a população hindu do bairro durante o mestrado, fazendo pesquisa sobre o período final do colonialismo português na Índia e continuando com a mesma população durante o doutoramento em Antropologia Urbana. Realizou também trabalho de campo em Diu, Leicester, Londres e Maputo. Tem publicações científicas na área das migrações, mobilidades, e habitação. Este livro de cozinha é a primeira publicação extracurricular.

------------------------------------------------------------------------

RECEITAS SIMPLES E CRIATIVAS PARA SABOREAR COM A FAMÍLIA E OS AMIGOS 

Sobre o livro: Este é um livro de receitas práticas para serem partilhadas em diferentes ocasiões. Podem ser tradicionais, internacionais ou pouco convencionais, mas são todas elas pensadas ou escolhidas, de uma maneira geral, para serem rapidamente confeccionadas e com ingredientes acessíveis. Juntar a família e os amigos à mesa para petiscar é sinal de alegria, de festa, de momentos especiais. É desta forma que construímos memórias. É dar aos outros um pouco de nós. Há refeições que nunca mais esquecemos, não só pela comida em si, mas pelo ambiente, pelas pessoas que nos rodeiam, pelos sorrisos e pelas gargalhadas que partilhamos à volta da mesa.

Sobre a autora: ISABEL ZIBAIA RAFAEL Nasceu no Ribatejo e é professora. É autora do blogue www.cincoquartosdelaranja.com e dos livros Cozinha para Dias Felizes e Delicioso Piquenique. Ambos distinguidos pelos Gourmand World Cookbook Awards. Promove frequentemente workshops em Lisboa e no Porto, realiza showcookings e desenvolve receitas para diferentes marcas. Escreve sobre comida e colabora regularmente com revistas e programas de televisão.
 Vive a cozinha como sendo um mundo mágico onde exerce a criatividade. Procura trazer para os seus pratos influências de outras cozinhas, sem nunca esquecer a matriz dos sabores portugueses que marcam os seus cozinhados. O seu blogue foi eleito pelos leitores o melhor blogue nacional de culinária/gastronomia em 2011, 2012 e 2014.

------------------------------------------------------------------------

Sobre o livro: 
ADA VIVE NUM CASTELO ASSOMBRADO COM O PAI, LORDE GOTH, MUITOS SERVIÇAIS E UMA MÃO CHEIA DE FANTASMAS
Mas ela não tem amigos para explorar a sua enorme e arrepiante casa. Então, uma noite, tudo muda quando Ada conhece o fantasma de um ratinho chamado Ishmael. Juntos, decidem aventurar-se a desvendar os misteriosos acontecimentos do castelo da Herdade Horripi-louca, descobrindo bem mais do que esperavam... 

Sobre o autor: CHRIS RIDDELL é um premiado autor britânico de livros infantis, é um artista e cartoonista político no The Observer. Tendo sido altamente elogiado pelos seus livros para crianças. Os quais ganharam vários prémios importantes, incluindo em 2001 e 2004 o CILIP Kate Greenaway Medals. Este livro A Miúda Gótica, Ada e o Fantasma do Rato, foi vencedor do Costa Children's Book Award 2013. O seu trabalho inclui os bestsellers como da série Ottoline, The Emperor of Absurdia, que escreveu com Paul Stewart, ou os livros de The Muddle Earth, a série The Scavenger e The Blobheads. Chris vive em Brighton com sua família.

NOVIDADES

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

[Pegadas & Divulgações] 'O Governo Bilderberg' de Frederico Duarte Carvalho

Sobre o livro: O Escultor, de Carina Rosa, é a mais recente novidade da Coolbooks e está disponível, a partir de hoje (em formato físico e digital), na livraria virtual Wook. Depois de ter publicado A sombra de um passado, em 2014, a chancela da Porto Editora dá agora a conhecer a incursão desta jovem autora pelo thriller. 
A vida de Mariana, uma galerista de sucesso, é radicalmente alterada após receber vários bilhetes ameaçadores que culminam com o desaparecimento da sua companheira de casa às mãos de O Escultor, um assassino em série. Tudo indica, porém, que este é apenas primeiro e macabro incidente de uma perseguição incessante. Neste thriller, tão obscuro quanto romântico, desenha-se a história dos delírios de um fanático e de uma mulher e de um homem que, unidos pelas circunstâncias, terão de o travar.

Sobre a autora: Carina Rosa nasceu em Lisboa em 1986 e vive no Algarve. Licenciouse em Ciências da Comunicação pela Universidade do Algarve e trabalhou em jornalismo de imprensa, na rádio e televisão online. No entanto, a ginástica foi sempre a sua casa e é trabalhando com classes de formação gímnica que passa os seus dias, como técnica de Ginástica Acrobática. Considera-se uma apaixonada pelas artes e pela cultura, no geral, estabelecendo uma relação muito próxima entre a música, a dança e as letras. A escrita é uma paixão que tomou forma em 2012, ao publicar o seu primeiro romance O Intruso. Desde então tem-se dedicado a escrever romances, uns mais leves, outros com um carácter mais denso, entre histórias contemporâneas e policiais, os seus géneros favoritos.

[Pegadas & Divulgações] 'O Governo Bilderberg' de Frederico Duarte Carvalho

A investigação mais completa e exaustiva alguma vez publicada sobre a presença e participação de Portugal e de portugueses no clube dos «Senhores do Mundo».  

Sobre a obra: Resultado de uma investigação de duas décadas do autor, este é um dos mais completos trabalhos alguma vez publicados sobre o Grupo Bilderberg, quer em Portugal quer internacionalmente.
Este livro traça a história – apoiada em documentação oficial, muita da qual inédita – do surgimento do Grupo Bilderberg, em 1954; da sua evolução, da participação de Portugal, ao nível estatal, desde 1956, e da passagem da participação neste clube da esfera dos interesses de Estado para a dos grupos de interesses privados, ocorrida a partir da última década do século XX, até à actualidade.
Frederico Duarte Carvalho sustenta toda a sua investigação com provas documentais, comprovada por documentos oficiais reproduzidos em larga medida no próprio livro, e originários de «fontes de indiscutível credibilidade, de que são exemplo o Arquivo Salazar, na Torre do Tombo, e o Arquivo Histórico-Diplomático» do Ministério dos Negócios Estrangeiros, entre outros. 
Inclui em anexo datas e locais de todos os encontros Bilderberg, desde 1954 até à actualidade e um elenco de todos os participantes portugueses, com pequenas biografias, desde 1956, com Rui Ennes Ulrich, até 2016, com Maria Luís Albuquerque e Carlos Gomes da Silva.

Sobre o autor: Frederico Duarte Carvalho nasceu no Porto em 1972. 
Trabalhou como jornalista no diário O Primeiro de Janeiro e no semanário Tal&Qual e foi editor de política na revista Focus. 
É autor dos livros Vítor Batista - O Maior, Capitão Roby, Eu Sei Que Você Sabe, Abril Sangrento, Poeta & Espião, A Mensagem Brown, O Enigma da Praia da Luz, Estado de Segredos, Cavaco Versus Cavaco, e, na Planeta, do livro de investigação Camarate - Sá Carneiro e as Armas para o Irão e das ficções O Homem Que Era Salazar, O Terceiro Bispo e O Segredo de João das Regras.

[Pegadas & Divulgações] '2000 Anos de Papas' - Casa das Letras

Sobre a obra: Dois Mil Anos de Papas reúne e contextualiza, por ordem cronológica e de forma breve, os perfis biográficos de todos eles, ilustrados por gravuras retiradas da emblemática obra Album dei Papi, datada de 1885, da autoria do primeiro director dos Arquivos do Vaticano, Joseph Hergenröther. Apenas os três últimos papas foram retratados pelo lápis de Davide Le Grazzie.
De São Pedro a Francisco, todos os papas que lideraram a Igreja Católica nos últimos dois mil anos têm uma história, um percurso e um papel na História. Os pontífices são homens reais que, apesar de muitas quedas, tendem à sublimação: na sua história alternam fraquezas e virtudes, traições e arrependimentos, limitações e santidade, sempre imersos no fluxo da história. Aos seus retratos soma-se ainda um perfil sucinto dos incontornáveis antipapas e um breve glossário sobre as principais heresias e o índice cronológico dos pontífices.

domingo, 20 de novembro de 2016

[Pegadas & Opiniões] 'Um Conto de Inverno' de Trisha Ashley

Autoria: Trisha Ashley
Editora: Quinta Essência
Data de publicação: Novembro de 2016
Número de páginas: 397
Tradução: Maria do Carmo Romão

Sinopse: Sophy Winter não é a típica dona de uma casa senhorial. Na verdade, à exceção de muitos sonhos e uns quantos pesadelos, nunca foi dona de nada. Porém, a sua sorte muda inesperadamente quando herda uma mansão no campo. É com o coração rejubilante que vai conhecer a sua herança. E o que vê não é (de todo) o que esperava. Winter’s End foi em tempos uma casa imponente, mas agora está decrépita e (pior!) repleta de excêntricos e infernais habitantes. Sophy - que quase se imaginara a protagonizar uma versão real de Downton Abbey - fica desesperada. Mas o pior está para vir. Quando se espalha a notícia de que William Shakespeare visitara a mansão durante os seus dias de glória, a vila inteira fica de olhos postos em Sophy. Especialmente o sedutor Jack Lewis. Mas estará ele realmente apaixonado por ela… ou apenas na herança, subitamente tão apetecível? Entregue a si própria num casarão repleto de histórias, segredos, pó e (talvez) um ou dois fantasmas, o que deve Sophy fazer? 
Infelizmente, não pode sequer contar com Seth, o seu magnífico jardineiro. Seth… tão silencioso e forte como a mais bela das árvores (e que a ignora desde o primeiro dia). Seth… o homem cujo coração ela nunca conseguirá conquistar (disso, Sophy tem a certeza absoluta). Mas a jovem herdeira já deveria ter aprendido a desconfiar da aparente previsibilidade da vida. Tão surpreendente quanto a própria herança é aquilo que está prestes a acontecer.

Opinião: É sempre um prazer ler Trisha Ashley, uma das minhas escritoras predilectas, pelas suas doces histórias e doces personagens. Adoro os seus livros em qualquer época do ano mas, confesso-vos já, ler um romance desta autora nesta pré-época Natalícia é ainda mais especial.
'Um Conto de Inverno' traz-nos a história de Sophy Winter, uma nativa de Sticklepond da famosa família Winter. Afastada de Sticklepond, desde criança, pela sua mãe meio tresloucada, cresce longe da sua família e das suas verdadeira origens: Winter's End. A relação com a sua mãe é conturbada, esta falece e Sophy tem de se "fazer á vida" e aposta na sua carreira como Governanta de grandes palacetes. 
Naquele momento, Sophy trabalhava em casa de Lady Betty, uma senhora já idosa que a tratava bem a si e à sua filha, a esperta Lucy que se encontrava a trabalhar no Japão. 
A vida de Sophy corria relativamente bem (apesar da angústia de estar afastada da sua família), até que o sobrinho de Lady Betty concretiza um golpe oportunista á sua tia e esta passa-lhe a casa para sua posse.  Assim sendo, Sophy vê-se sem tecto para viver e começa a repensar toda a sua vida de quarenta anos.
Como uma espécie de Anjo Celestial, o seu primo afastado Jack aparece e informa-a de que herdou Winter's End após a morte recente do seu avô Rufus. Sophy nem quer acreditar que poderá voltar à casa onde viveu todas as aventuras da sua infância e criou memórias tão boas. É com o coração a mil que vai conhecer a sua herança.
O que Sophy vê quando chega a Winter's End já não é a casa que conhecia há trinta anos. Em trinta anos a casa foi descurada, negligenciada. O pensamento de alguém comum ao ver que tinha herdado uma grande dor de cabeça talvez fosse vender a casa e desligar-se das suas origens. Mas não... Esta heroína, genuína e corajosa, decide que a partir daquele dia o seu projecto pessoal será reerguer a grande mansão Winter's End que agora é sua! Nem quando o seu primo Jack a alicia a vender -lhe a casa por um bom preço, Sophy vacila.
Desde a reabilitação da casa às ideias de abrir a mansão ao público para visitarem os seus deslumbrantes jardins, a protagonista, contra tudo e contra todos e fiel a si mesma, consegue voltar a dar o brilho que aquele lar sempre teve mas estava esquecido por muitos. E por falar em jardins, não é que o Jardineiro-Chefe consegue captar a atenção da nossa heroína? Nem que seja pela sua má disposição matinal ou as picardias do dia-a-dia. É realmente muito engraçada a química entre eles os dois.
Trisha Ashley consegue transportar-nos para mais uma história emotiva, de luta e determinação. As personagens são cativantes, o enredo é animado e os segredos desta família nunca acabam! Achei fantástica a história da ligação de Shakespeare a esta família tão peculiar como os Winter.
Mais uma vez, a Quinta Essência não falhou na capa do romance, é tão adorável! Este livro é uma excelente prenda de Natal para quem gosta não só de histórias de amor mas de histórias com amor. Amor pela família, amor pelas suas raízes, amor próprio.
Adorei este romance e recomendo-o!

Classificação:

[Pegadas & Divulgações] Novidades A Esfera dos Livros - Novembro

Sobre o livro: O Natal está à porta – quer se queira, quer não – e vai sendo tempo de pensar nos presentes, porque aquilo de deixar tudo para as vésperas está fora de moda.
Com esta antecedência até se pode dar ao luxo de preparar em sua casa, na sua cozinha, Presentes com um Sabor Especial para aqueles que lhe são mais próximos.
Neste novo livro Joana Roque partilha connosco cerca de 50 receitas que costuma preparar para oferecer às pessoas de quem gosta como presentes de Natal (mas também de aniversário e para o Dia do Pai, o Dia da Mãe e outras ocasiões especiais).
Cada receita apresenta-nos ideias originais e criativas de embrulhos, decorações e etiquetas, que tornam estes presentes ainda mais singulares: asCOMPOTAS feitas com a fruta do pomar dos avós, a MARMELADA que enche a sua cozinha com um aroma especial, o AZEITE AROMATIZADO que dá um toque único a qualquer prato, o LICOR DE CANELA, o preferido do seu pai, as BOLACHAS CHUPA-CHUPA, que fazem as delícias das crianças, a MISTURA DE SCONES, ideal para um lanche de preparação rápida – sem esquecer os seus já famosos cabazes de Natal...

Sobre a autora: Joana Roque nasceu em 1978 e é formada em Turismo pela Escola Superior de Educação de Coimbra. É casada, tem dois filhos e sempre gostou de cozinhar e de comer. Em abril de 2006 criou um blogue de dietas onde os pratos que fazia tinham comentários mais positivos do que as suas tentativas e esforço para perder peso. Portanto, em maio de 2006, surge o blogue As Minhas Receitas, com receitas simples e acessíveis a todos, dos doces aos salgados, do peixe à carne, das entradas aos pratos principais. De segunda a sexta-feira, uma receita por dia, numa dinâmica que se mantém há quase dez anos e num blogue que conta já com mais de 2000 receitas. Em finais de 2008, surge o blogue A Economia Cá de Casa que pretendia ser um complemento ao blogue de receitas, com dicas e sugestões de economia doméstica, mas que rapidamente ganhou um público e vida próprios. Aqui partilham-se conhecimentos transmitidos pela mãe e avó, determinantes para o seu gosto pela cozinha, e que ao mesmo tempo ajudam a rentabilizar e organizar a casa, a vida e o orçamento familiar. Além disso, há muitas outras sugestões desde os cabazes de Natal, a outras ideias onde o importante é aquilo que podemos fazer com amor e dedicação. Em 2011, editou o seu primeiro livro, Feito em Casa, que se encontra na 14ª edição. Em 2012, publicou Cozinhar, Celebrar e Partilhar (4ª edição), em 2013, O Que Faço para Jantar? (8ª edição), em 2014, Receitas para Todos os Dias, e, em 2015, Família e Amigos à Mesa.

-------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Há muitos livros sobre a pobreza: sobre as suas causas e sobre a forma de a combater. Alguns são certamente interessantes, mas não era sobre a pobreza em abstracto que a autora desejava escrever, mas sobre os pobres tais como ela os «descobrira», aos 16 anos, num bairro da lata onde as freiras do colégio que frequentava a levaram para que as meninas ricas, grupo a que pertencia, aprendessem a ser caritativas.
O livro não se limita a falar dos pobres em Portugal. Outros países são referidos, tendo no final a autora concluído existirem quatro tradições no que a este problema diz respeito: a católica (Portugal), a jacobina (França), a aristocrática (Inglaterra) e a meritocrática (EUA). Apesar de baseada numa bibliografia longa, a obra tem um tom intimista, o que torna a sua leitura fascinante.

Sobre a autora: Maria Filomena Mónica nasceu em Lisboa em 1943. Licenciada em Filosofia pela Universidade de Lisboa, 1969, e doutorada em Sociologia pela Universidade de Oxford, 1978. Actualmente, é Investigadora Emérita do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Autora de artigos na imprensa periódica e de séries para a televisão. Entre outros, publicou os seguintes livros: Educação e Sociedade no Portugal de Salazar, 1978, Visitas ao Poder, 1993; Vida Moderna, 1997; Os Filhos de Rousseau, 1997; Eça de Queirós, 2001; Dicionário Biográfico Parlamentar, 1834/1910, (org.), 2004; Bilhete de Identidade, 2005; D. Pedro V, 2005; Cesário Verde, 2007; Fontes Pereira de Melo, 2009; Os Dabney: Uma Família Americana nos Açores (org), 2009; Vidas, 2010, Os Cantos, 2010, A Morte, 2011, A Sala de Aula, 2014 e A Minha Europa, 2015.

[Pegadas & Divulgações] 'Chamas' de Patrícia Morais

E-book

Sobre a obra: Chamas, segundo volume da trilogia de literatura fantástica assinada pela jovem autora Patricia Morais, já está disponível na livraria virtual Wook. Num mundo em que monstros e demónios são reais, a misteriosa organização Diabolus Venator – a primeira linha de defesa da Humanidade dos perigos que o mundo sobrenatural apresenta – acaba de vencer uma importante batalha. Para Lilly e Liam, porém, a guerra está longe do fim. Perseguidos por um inimigo sedento de vingança, os protagonistas terão de escolher entre o valor das alianças que estabeleceram e o amor que os une. A inspiração para este segundo volume da trilogia surgiu entre viagens de mochila às costas na América do Sul e intervalos de treinos na Kunyu Mountain Shaolin Kung-Fu School na China, onde a autora se encontra a tirar um ano sabático para estudar Kung-Fu e Wing-Chun.

Sobre a autora: Patricia Morais formou-se em tradução na London Metropolitan University. Depois da universidade decidiu viajar de mala às costas pela América do Sul e está de momento a tirar um ano sabático enquanto estuda Kung-fu na China. Todas estas aventuras podem ter roubado um pouco do seu tempo à frente do teclado, mas oferecem inspiração para os monstros, e agora técnicas de combate, que recheiam as suas páginas.
 

sábado, 19 de novembro de 2016

[Pegadas & Divulgações] Novidades de Novembro - Editorial Bizâncio

Autores: Rick Kirkman e Jerry Scott
Nº de páginas: 168
PVP: 12,61 (com IVA) 
Banda Desenhada

Os MacPherson estão de volta!
Estão de volta as tropelias de Zoe, de Hammie e da pequena Wren que aprende com os irmãos mais velhos … onde é que já vimos este filme?
Wanda e Darryl dão o seu melhor para levar o barco a bom porto!


-------------------------------------------------------------------

Autora: Maria Inês Antunes
Nº de páginas: 192
PVP: 17,50 (com IVA)
Gastronomia / Culinária

Descubra a importância deste prato tão português e a forma de o poder transformar numa refeição saciante e saudável. De sopas quentes a sopas frias e granizados de Verão, sem batata, a nutricionista Maria Inês Antunes utiliza uma grande variedade de vegetais sazonais e superalimentos para elaborar receitas diferentes para cada estação.
Nestas receitas vai encontrar a coexistência entre tradição e modernidade e uma aposta na sazonalidade e no valor intrínseco alimentar e medicinal.

Melhorar o gosto é também uma questão de saúde.

------------------------------------------------------------------------

Autores: Paulo Caetano e Margarida Caetano
Nº de páginas: 160
PVP: 27,50 (com IVA)   
Biodiversidade

Nos primórdios, foi a força. Gente laboriosa que irradiava energia em cada gesto. Comunidades que transformavam trabalho em potência. Depois, a Humanidade deixou de estar só. Domesticaram-se os animais e a sua força bruta foi aproveitada. Esta parceria durou milénios. Hoje em dia, tentam salvar-se os saberes do passado e criar alternativas de futuro.

Neste livro coexistem as duas realidades.


[Pegadas & Passatempos] 1º Aniversário com o Grupo Lidel 3

Olá leitores! Novembro é o mês de aniversário do blogue! Dia 9 de Novembro o Pegadas fez um ano e iremos festejar este mês da melhor maneira: muitos PASSATEMPOS!!!
Com o gentil apoio do Grupo Lidel tenho para vos oferecer um exemplar do livro 'Expressões Idiomáticas Ilustradas' de Sofia Rente.
Para participar basta:
* Ser seguidor/a do blogue (Obrigatório)
* Colocar gosto na página do Facebook do Pegadas Literárias (Obrigatório)
* Ser residente em Portugal Continental e Ilhas
* Pode participar uma vez POR DIA.

Para responderem às questões do formulário vejam as respostas aqui.
Este passatempo termina no dia 25 de Novembro.
O/A vencedor/a será seleccionado via random e terá que disponibilizar o seu contribuinte para o envio do livro por parte da Editora. Muito boa sorte a todos!

[Pegadas & Passatempos] Vencedora do 1º Aniversário com a Pactor 2

Boa tarde a todos!
A Pactor, Grupo Lidel, aceitou juntar-se ao Pegadas no seu primeiro aniversário. Assim sendo, foi sorteado um exemplar do livro 'A Vida Num Degrau' de Diogo Telles Correia.
Foram 125 as participações válidas!
Quem irá receber um exemplar deste livro é:


96. Rita da Conceição de Almeida Lopes

Parabéns Rita! 
Muito em breve receberás o exemplar deste fantástico livro!
Um Obrigado à Editora Pactor, pela sua simpática colaboração.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

[Pegadas & Opiniões] 'A Vida Num Degrau' de Diogo Telles Correia

Autoria: Diogo Telles Correia
Editora: Pactor
Data de publicação: Junho de 2016
Número de páginas: 111

Sinopse: Neste livro somos acompanhados numa viagem apaixonante ao mundo de António, Afonso, Pedro e Joana, que se viram desprovidos da plenitude das suas vidas, mas que "degrau a degrau" combateram a depressão. Baseado em casos reais, assistimos, ao longo destas fascinantes páginas, à forma como cada um encarou esta doença, os tortuosos e amargurados caminhos que percorreu e os diversos tipos de acompanhamento que recebeu.
Diogo Telles Correia mostra-nos que a depressão, nas suas várias formas clínicas, assume hoje em dia proporções inimagináveis e afeta pessoas de todos os sexos, idades e classes sociais, mas pode ser curada. 
Histórias de vida que nos impressionam e nos apaixonam. Casos reais de luta e de superação.

Opinião: Em primeiro lugar quero agradecer á Editora que, gentilmente, me cedeu um exemplar para eu ler esta obra. Já tinha lido o livro 'Eu Existo' do autor e fiquei fascinada com a abordagem que o autor faz à psicoterapia e psicofarmacologia (podem ler aqui a opinião).
Mais uma vez, Diogo Telles Correia, um Psiquiatra de sucesso, vem mostrar-nos o caso de quatro pacientes que, contra tudo e contra todos, lutaram contra a doença e têm tido sucesso. Sucesso esse que advém da boa relação que o Psiquiatra estabelece com os seus doentes, através da sua humildade e humanismo.
António, Afonso, Pedro e Joana são quatro casos reais de doentes psíquicos. António, um caso de depressão provocado por fatores biológicos; Afonso, com uma depressão provocada por um desgosto amoroso; Pedro, com uma depressão reativa, causada por Mobbing (bullying no local de trabalho); Joana, com uma depressão bipolar.
Todos os casos apresentavam uma gravidade extrema quando chegaram ao consultório do Doutor. À medida que as consultas se iam desenvolvendo e o Psiquatra e o doente exploravam o verdadeiro "eu" do doente, degrau a degrau, ia-se vendo a luz ao fundo do túnel e juntos combatiam a doença mental.
Este livro, tal como o 'Eu Existo', vem desmistificar o papel do Psiquiatra na relação e evolução dos seus pacientes. A realidade é que a percepção comum  (e desconhecimento) que temos dos Psiquiatras é que estes são os médicos que apenas se importam em prescrever as receitas de ansiolíticos e antidepressivos, sem se preocuparem muito em aprofundar as causas das patologias. Desengane-se se pensa assim.
Diogo Telles Correia, sem dúvida, demonstra ser um ser humano e profissional muito especial e compreensivo. Parabéns por isso!

Classificação:


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

[Pegadas & Divulgações] Novidades de Novembro - Marcador


Sobre o livro: Tinha tudo para não ser o que é, mas é!
Ao longo de umas centenas de páginas ilustradas com outras centenas de fotografias, Júlio Isidro conta de onde veio, o que tem feito, com quem se deu, e deixa em aberto para onde vai. Por essa razão esta autobiografia se chama O Programa Segue Dentro de Momentos.
Com uma escrita tão coloquial quanto a sua forma de se expressar na rádio ou em televisão, Júlio Isidro conta-nos estórias onde tantos dos seus leitores se irão também reencontrar. Fala de si, mas sobretudo recorda os artistas de todas as áreas com quem se tem cruzado neste já muito mais de meio século de ofício de comunicar. Num registo de algum sarcasmo saudável sobre si próprio, diz-nos que, sendo um artífice sério no seu trabalho, não se leva a sério nos efeitos secundários do vedetismo e do estrelato.
Este livro não tem azedume, não acerta contas com ninguém, não transparece despeito e revela muito respeito pelos companheiros de estrada e pelo público. Assim define o autor a sua obra: «Este livro dava uma vida». 

Sobre o autor: Júlio Isidro, capricorniano de Lisboa, dos anos quarenta. Profissional de comunicação social com dezenas de milhares de horas no ar em rádio e na televisão. Autor, produtor, realizador e apresentador de cerca de 90% dos programas em que interveio ao longo de 56 anos de carreira. Estreou-se na RTP, no dia 16 de Janeiro de 1960, como apresentador do Programa Juvenil e ganhou 200 escudos de cachet. Na rádio, fez a sua primeira emissão no dia 1 de Junho de 1968, no programa FM/67, e pagaram-lhe 50 escudos por hora. Tem uma vida cheia de trabalhos e muito trabalho, e assinou alguns programas de referência da história da rádio e da televisão em Portugal. Tem o curso de Chefe de Equipa de Realização em Rádio, dois master grade de Produção e Realização de Cinema e Televisão na UCLA, University of California, Los Angeles, e um curso de Edição em Vídeo no American Film Institut. A sua actividade é reconhecida como divulgador de novos talentos nas áreas da música, do teatro, das artes plásticas, etc. Contam-se por centenas as entrevistas que tem feito a artistas internacionais e por milhares aos criadores, intérpretes e agentes culturais portugueses. Autor de diversos livros para crianças, alguns recomendados pelo Plano Nacional de Leitura, tem também uma larga participação na imprensa. Professor de cursos de Comunicação em universidades, continua muito activo em conferências e colóquios sobre os media. Planeia retirar-se aos sessenta anos de carreira porque gosta de números redondos.

------------------------------------------------------------------------------

Sobre o livro: As professoras e os professores dão-nos a chave para compreendermos o que nos rodeia e o que está dentro de nós. Há professoras e professores que nos marcam para a vida e a quem estaremos para sempre agradecidos. Não só porque nos ensinaram a ler palavras como «mãe» ou «amor», a escrever «sorriso» e «felicidade», mas porque nos ajudaram a perceber melhor o mundo que nos rodeia, como funciona a natureza e o corpo humano, a descobrir que os pássaros voam para sul no inverno, que as árvores dão flores na primavera, que o nosso planeta azul gira à volta do Sol. Este livro é como a resposta ao desafio de uma composição na sala de aula: «Como é o teu professor?» O resultado é uma viagem, ilustrada, pela realidade e pela imaginação, são palavras e desenhos, verdade e gratidão. É uma recordação e um álbum das boas memórias dos anos na escola que ficará para toda a vida. 


Sobre o autor: MARIA INÊS ALMEIDA, jornalista de formação, é mãe de um rapaz (José) nascido em 2008, que lhe tem dado inspiração. Dedica-se à escrita de livros infanto-juvenis. Recebeu o Prémio Revelação do Clube de Jornalistas em 2005. Publicou dezenas de livros, a maior parte dirigida a crianças e jovens, incluindo os particularmente apreciados Quando eu for... Grande e Sabes onde é que os teus pais se conheceram?. Ambos os títulos figuraram na lista “100 livros para o futuro” apresentada por Portugal na Feira Internacional de Bolonha em 2012, na qual participou como convidado de honra. As Nuvens, A Admirável Aventura de Malala e A Admirável Aventura de Mandela, José, come a Sopa, José, vai à praia, José, vai ao médico, Quando eu for... Grande são alguns dos seus livros que integram o Plano Nacional de Leitura. A coleção do Simão, o pequeno leão e Diário de um Migrante são os seus últimos títulos publicados. Em parceria com Joaquim Vieira, é coautora da coleção de aventuras Duarte e Marta. 
ÂNGELA VIEIRA, arquiteta de formação, trabalha como ilustradora freelancer, tendo colaborado com várias editoras, sobretudo na área da ilustração infantil, nomeadamente com: Editora Opera Omnia, Porto Editora, David Chesky Records, Cultureprint, Editora Alfabeto. Conta já com 19 livros publicados.

----------------------------------------------------------------------

Sobre o livro: De todos os planetas no sistema solar, nenhum outro cativou a nossa imaginação colectiva como Marte, a próxima paragem na nossa jornada interplanetária através do cosmos. Naves espaciais já aterraram nele, transmitindo imagens inesquecíveis da paisagem árida e misteriosa que esperamos explorar dentro de alguns anos. Agora, para todos aqueles que anseiam saber mais, a National Geographic e o veterano jornalista espacial Leonard David trazem-nos uma exploração visual do nosso futuro em Marte. 
Como irão os humanos adaptar-se a uma gravidade inferior a um terço daquela que é sentida na Terra, a uma atmosfera com pouco oxigénio e aos níveis elevados de radiação com que o Sol bombardeia o planeta? Que género de habitações poderão ser construídas a partir dos materiais que encontraremos lá? Como iremos responder psicologicamente aos rigores da vida marciana – incluindo o conhecimento de que não poderemos viajar facilmente de volta a casa? E se encontrarmos lá vida? 
Companheira da inovadora mini-série televisiva homónima de seis episódios do National Geographic Channel, esta obra inteligente, estimulante e inspiradora desvenda as novas e corajosas ciências e tecnologias que lançarão a raça humana para o seu glorioso futuro interplanetário.
 

Sobre o autor: LEONARD DAVID, jornalista espacial galardoado e antigo editor responsável pelas revistas Ad Astra e Space World, recebeu em 2010 o National Space Club Press Award. É coautor do livro de Buzz Aldrin Mission to Mars: My Vision for Space Exploration. Escreve a coluna Space Insider no site Space.com e é autor do blogue leonarddavid.com. Vive em Golden, Colorado, com a esposa, Barbara.
RON HOWARD, realizador de cinema galardoado pela academia, é um dos directores mais populares de Hollywood. A sua filmografiaa inclui os dramas aclamados pela crítica Uma Mente Brilhante e Apollo 13, assim como as comédias de sucesso Lar, Doce Lar... às Vezes e Splash, a Sereia. Em 1986, cofundou, com Brian Grazer, a Imagine Entertainment, que, em conjunto com a RadicalMedia, produziu a mini-série televisiva de seis episódios Marte, da National Geographic.