segunda-feira, 17 de abril de 2017

[Pegadas & Divulgações] Novidades Planeta - Abril

Sinopse: Um retrato profundamente intimista da última mulher de Henrique VIII: uma mulher que ansiava por paixão, poder e instrução na corte de um assassino medieval.
Catarina Parr, uma viúva de trinta e um anos envolvida num caso amoroso secreto com um novo amante não tem por onde escolher quando um homem com idade suficiente para ser seu pai e que já enterrou quatro esposas – o rei Henrique VIII – lhe ordena que case com ele. 
Catarina não tem dúvidas sobre o perigo que enfrenta: a última rainha durou dezasseis meses, a anterior a essa apenas meio ano. Mas Henrique adora a nova esposa e a confiança de Catarina nele aumenta à medida que consegue reunir a família real, cria um círculo de estudos no coração da corte e governa o reino como regente. 
Mas será o suficiente para mantê-la a salvo? Líder de uma reforma religiosa e autora publicada, Catarina destaca-se como uma mulher independente, que pensa pela sua cabeça. 
Mas não pode salvar os protestantes, ameaçados devido à sua fé, e o olhar perigoso de Henrique volta-se para ela. O clero tradicional e rivais que lhe disputam o poder acusam-na de heresia – o castigo é morte na fogueira e a assinatura do rei está no mandado de prisão...

Sobre a autora: Nascida no Quénia a 9 de Janeiro de 1954, esta famosa escritora de romances históricos, mudou-se para Bristol, Inglaterra, aos dois anos. Formada em História pela Universidade de Sussex e doutorada em Literatura do Século XVIII pela Universidade de Edimburgo. Além de escritora de romances, também escreve críticas para jornais britânicos e revistas. É também conhecida pelos programas de rádio e televisão. Philippa vive com a família – o marido, dois filhos e enteados – numa quinta do Yorkshire, onde cria cavalos, galinhas e patos. Gosta de jardinagem, equitação e caminhadas. Também é activa em projectos de caridade e fundou o Gardens for the Gambia. O seu período preferido da História é a Era Tudor, sobre o qual já escreveu vários romances, alguns adaptados para televisão e cinema. Philippa Gregory também tem vários livros infantis publicados, além de romances com histórias modernas.
-----------------------------------------------------------------------
Sinopse: Um guia de auto-ajuda onde a autora, ela própria médica e sobrevivente de cancro com um diagnóstico muito pessimista, explica como prevenir e lutar contra a doença, numa linguagem simples, mas com todo o rigor científico.
Neste livro encontrará:
- Informação sobre cancro e saúde. 
- Iniciação à meditação e ao mindfulness. 
- Rituais para dizer adeus à tristeza, ao medo e ao stress. 
- Páginas para colorir, escrever, riscar e desenhar. 
- Receitas de pratos saudáveis. 
- Exercícios de ioga e relaxamento. 
- Frases motivadoras para partilhar. 
- Conselhos para doentes com cancro. 
- Testemunhos de pessoas que já se juntaram a esta revolução anticancro.  

Sobre a autora: A médica Odile Fernández nasceu em 1978 em Granada, Espanha. É especialista em Medicina Familiar e Comunitária e pós-graduada em Medicina Preventiva e Saúde Pública. Também é mãe de três filhos e sobrevivente de cancro. Dedica-se à divulgação científica e dá conferências internacionais sobre a doença. Com os seus livros e o seu blogue, tem como objectivo proporcionar ferramentas e informação pertinente e comprovada aos leitores para que possam assumir-se como os verdadeiros protagonistas da sua vida e da sua saúde. 
-----------------------------------------------------------------------
Sinopse: Da autoria de um dos mais destacados estudiosos de temas da Cultura Portuguesa da última década, esta é uma obra fundamental para todos os que se interessam pela história, cultura e identidade nacionais.
Miguel Real aponta, nesta obra, as constantes históricas e as irrupções daqueles que considera serem os quatro complexos culturais que, cruzados, «constituem a representação mental geral dos portugueses que historicamente o têm definido como povo: o complexo viriatino (de Viriato; povo humilde mas ousado), o complexo vieirino (de padre António Vieira; povo que supera as próprias forças e dimensão territorial atingindo níveis históricos grandiloquentes), o complexo pombalino (de Marquês de Pombal, povo que imita acriticamente tudo o que no estrangeiro é nomeado com sucesso, considerando o que provém do exterior superior ao que é nacional) e o complexo canibalista (um povo embrutecido e fanatizado, mesquinho, invejoso e bárbaro que, desde a segunda metade do século XVI, com alguns intervalos de liberdade, vive na ânsia de agradar a chefes e instituições numa ortodoxia capaz da denúncia, da prisão, da tortura e da morte do adversário).»  

Sobre o autor: Formado em Filosofia, especialista em cultura portuguesa e investigador do CLEPUL - Centro de Literaturas e Culturas Europeias e Lusófonas da Universidade de Lisboa, Miguel Real (n. Lisboa, 1953) tem publicado – além da obra ficcional e dramatúrgica que o tornou conhecido do grande público – um conjunto de estudos sobre figuras e temas da nossa cultura, que faz dele um dos mais constantes e produtivos pensadores da actualidade neste domínio. Traços Fundamentais da Cultura Portuguesa traduz a mais recente reflexão do autor sobre o tema, e constitui uma sequência imprescindível de Introdução à Cultura Portuguesa, também publicado pela Planeta. 
-----------------------------------------------------------------------
Sinopse: Na descoberta da identidade de Isabel Zendal, Javier Moro reconstrói uma prodigiosa epopeia pela mão de uma personagem feminina inesquecível.
A 30 de Novembro de 1803, uma corveta zarpa do porto da Corunha entre saudações e aplausos. Nela viajam 22 crianças órfãs cuja missão consiste em levar a recém-descoberta vacina da varíola aos territórios ultramarinos. 
Acompanha-os Isabel Zendal, encarregue de tomar conta deles. Os heróis desta insensata expedição, chefiada pelo médico Francisco Xavier Balmis e o seu ajudante Josep Salvany, sobreviveram a temporais e naufrágios, enfrentaram a oposição do clero, a corrupção dos oficiais e a cobiça dos que buscam lucrar à custa dos desamparados.  
Se no fim esta aventura se transformou na maior proeza humanitária da História, deveu-se unicamente à coragem daquelas crianças que se viram condenadas a salvar as vidas de tantas pessoas, mas também à audácia dos chefes, homens sem medo que competirão pelo amor da única mulher a bordo.  


Sobre o autor: (Madrid, 1955) colaborou desde muito jovem em meios de informação nacionais e estrangeiros. Trabalhou como investigador em diversos livros de Dominique Lapierre e Larry Collins. Co-produtor e guionista dos filmes Valentina e Crónica del Alba, ambos baseados na obra de Ramón J. Sender, esteve seis anos nos Estados Unidos a desenvolver projectos de cinema e televisão, onde colaborou com realizadores como Ridley Scott. É autor de Senderos de Libertad, El Pie de Jaipur, Las Montañas de Buda, Era Medianoche en Bhopal, em colaboração com Dominique Lapierre, e O Sari Vermelho. O seu romance Uma Paixão Indiana, história da bailarina espanhola que casou com o marajá de Kapurthala, foi um dos grandes êxitos de crítica e de vendas dos últimos anos em Espanha e, em diversos países europeus, traduzido para 17 línguas. Em 2011 ganhou o Prémio Planeta com o romance D. Pedro, o ReiImperador. 
-----------------------------------------------------------------------
Sinopse: Esta nova série tem como protagonistas mulheres com um intrépido espírito guerreiro, que perseguem os seus ideais e conjuga o romance histórico com o erotismo.
A história é passada na Inglaterra do século XIV. Lady Megan Phillips é uma jovem muito bela e lutadora que tem a seu cargo dois irmãos mais novos. A vida não tem sido fácil, porque nasceu com uma personalidade de autêntica guerreira, que não se verga diante de ninguém nem de nada. 
O highlander Ducan McRae, mais conhecido como o Falcão, é um homem acostumado a chefiar exércitos, comandar batalhas e sair vitorioso de todas. 
Mas ao chegar ao castelo de Dunstaffnage para assistir ao casamento do amigo Alex McDougall, encontra-se com o maior desafio da vida, alguém com quem não está habituado a lidar: lady Megan Phillips, uma morena que não tem medo de nada. 
Assombrado pelo descaramento e impetuosidade da jovem, o Falcão não consegue afastar os seus olhos verdes dela e, após fazer uma promessa ao avô da jovem, vê-se unido a lady Megan num casamento que durará um ano e um dia. 
Que reservará o destino aos senhores McRae? Conseguirão entender-se ou acabarão a odiar-se para o resto dos seus dias? 

Sobre a autora: É uma reconhecida e prolífica escritora do género romântico. Filha de mãe espanhola e pai americano, já publicou vários romances. Em 2010 ganhou o Prémio Internacional Seseña de Novela Romántica, e em 2010 e 2012 recebeu o Premio Dama de Clubromantica.com e em 2013 o Aura Galardão do Encuentro Yo Leo RA. Vive numa encantadora aldeia nos arredores de Madrid, na companhia do marido, dos filhos, dos cães Drako e Pluty e das gatas Julieta, Coe e Peggy Sue. 
-----------------------------------------------------------------------
Sinopse: Uma clássica luta entre o Bem e o Mal, recheada de valores de solidariedade, bravura e romantismo, onde o amor à natureza, a fraternidade e a valentia vencem os maiores obstáculos.
Geronimo Stilton é autor de muitos best-sellers para jovens, que venderam milhões de exemplares e foram traduzidos por todo o mundo. Depois da saga das Crónicas do Reino da Fantasia e dos Cavaleiros do Reino da Fantasia, Geronimo assina uma nova série fantástica: As Treze Espadas.
Os protagonistas são quatro jovens aprendizes de magos a quem será atribuída uma importante missão: recuperar as Treze Espadas, poderosos talismãs de imenso poder, antes que sejam encontradas por dois maléficos feiticeiros que desejam destruir o Reino da Fantasia. A sua missão torna-se uma corrida contra o tempo e contra os seus próprios medos.
No coração do Reino da Fantasia, encontra-se a famosa Academia de Magia. Aqui, uma série de jovens escolhidos estudam artes mágicas para defenderem o Reino dos ataques do Exército Negro.
E são estes quatro jovens aprendizes de magos a serem destacados para uma missão importante: encontrar as Treze Espadas, talismãs que encerram um antigo segredo e conferem um poder imenso a quem as possui. Os quatro eleitos partirão juntos em busca das míticas Torres do Reino da Fantasia, onde estão guardadas as espadas…

[Pegadas & Divulgações] Novidades Editorial Bizâncio - Abril

No mercado desde 1997 e contando já com um catálogo considerável, com obras e autores de referência em áreas como a ciência e a história, a Bizâncio abraça agora novos desafios, lançando uma colecção - com uma forte componente didáctica - dedicada às crianças.

Sobre o livro:

Código de Barras: 9789725305898
Nº de páginas: 20
PVP: 11,90 (com IVA)  
Livro Cartonado

A hora de dormir pode ser mais fácil se o livro adormecer primeiro ...

Para crianças a partir dos dois anos de idade, este livro pode ser uma ajuda preciosa para pais e educadores, na hora de colocar os mais pequenos a dormir.



Sobre o livro: 

Nº de páginas: 20
PVP: 11,90 (com IVA)  
Livro Cartonado

Será que os livros também fazem birras?
E ficam tão zangados que ficam vermelhos de raiva?

Direccionado para crianças a partir dos dois anos de idade, este livro irá ajudar pais e educadores a explicar às crianças como lidar com as zangas.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

[Pegadas & Divulgações] '#GeraçãoCordão - A geração que não desliga' de Ivone Patrão

Sobre a obra: A tecnologia passou a controlar as nossas vidas? Conseguirão os nossos jovens algum dia desligar? Como pais, que modelos estamos a passar? E a escola, qual o papel a desenvolver? O mundo mudou! Todos estamos mais ligados! E é esta ligação que está na base da Geração Cordão. Desta geração fazem parte os jovens que não conseguem desligar nem por um segundo: estão sempre online, comunicam online, passam horas imersos nas redes sociais com os amigos ou em jogos online, completamente alheios ao resto do mundo. Até que ponto será saudável? Como pais estaremos a agir bem? Como devemos gerir esta vontade de estar sempre conectado? Quando dizer que já chega? Estaremos nós a dar o melhor exemplo aos nossos filhos? O que podem as escolas e as comunidades fazer para melhor gerir a tecnologia na vida dos jovens? Estas são algumas das perguntas que a Psicóloga Ivone Patrão responde ao longo deste livro que nos faz repensar a educação dos nossos filhos numa era em que tudo é digital. Um guião que pretende ajudar os pais, os professores e a sociedade a tornar as crianças mais felizes e melhor integradas na comunidade.

Sobre a autora: Ivone Patrão é doutorada em Psicologia Aplicada, especializada em Psicologia Oncológica. Docente e investigadora no ISPA-IU e na Unidade de Investigação de Psicologia e Saúde. Tem trabalhado nas áreas da saúde da mulher relacionadas com o cancro da mama e cancro do colo do útero, numa perspetiva sistémica, de prestação de cuidados à mulher e à família. Atualmente é coordenadora da Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados e do Núcleo de Psicologia do Agrupamento Centros de Saúde de Lisboa V.

[Pegadas & Divulgações] Novidades Grupo Leya

Sobre o livro: Qualquer pessoa que corra, faça jogging ou caminhadas, já experimentou a sensação feliz e energizante de quem chega ao final de cada uma destas actividades. William Pullen ensina-nos a canalizar essa incrível energia para lidarmos com as nossas emoções e problemas, enquanto corremos ou caminhamos.
No livro Corra pela sua Felicidade, demonstra que necessitamos de uma abordagem nova e radical ao mindfulness, que tenha origem no nosso próprio corpo e no seu movimento. O programa de Terapia de Corrida Dinâmica, desenvolvido por Pullen, proporciona precisamente isso. Quer estejamos à procura de formas para lidar com a ansiedade, a raiva, a mudança ou a tomada de uma decisão.
Corra pela sua Felicidade apresenta planos de exercícios mentais apropriados a cada uma das necessidades (tanto para prática individual, em par ou grupo) inspirados no mindfulness e na Terapia Cognitiva de Comportamento, criados especificamente para serem praticados enquanto corremos ou fazemos caminhadas.
O livro foi concebido para poder reflectir, faseadamente e a cada passo, sobre a mudança da sua atitude e analisar o seu progresso enquanto corre pelos altos e baixos da vida. Ao proporcionar planos de exercícios mentais práticos com o objectivo de combinar o seu bem-estar físico com o mental, Corra pela sua Felicidade dá a conhecer a Terapia de Corrida Dinâmica como uma abordagem holística para a sua vida, reunindo, em perfeita harmonia, a mente e o corpo, e combinando o poder de ambos para mostrar como podemos atingir o nosso potencial máximo.

Sobre o autor: William Pullen criou o programa de Corrida Dinâmica e é psicoterapeuta credenciado pela British Association of Counselling and Psycotherapy. Pratica terapia integrativa e especializou-se no tratamento de depressões, ansiedade, problemas de auto-estima e confiança, e dependência de substâncias.
--------------------------------------------------------------------------

Sobre o livro: Histórias e segredos da violência política no pós-25 de Abril é o que nos propõe o jornalista Miguel Carvalho naquele que é o seu segundo livro na Oficina do Livro, depois de A Última Criada de Salazar.
O Grande Repórter da revista Visão procura, em Quando Portugal Ardeu, responder a algumas questões difíceis e, ainda hoje, polémicas: Quem foram as primeiras vítimas mortais da democracia? Por que razão foram assassinados Padre Max, Rosinda Teixeira e Joaquim Ferreira Torres? Quem protegia e que segredos escondia a rede bombista de extrema-direita? Como enfrentou o cônsul dos EUA no Porto o PREC? O que relatam os diários do norueguês baleado no Verão Quente de 1975? Como é que a Igreja mobilizou e abençoou a luta contra o «comunismo»? O que sabia a PJ sobre o terrorismo político e tudo o que nunca chegou a julgamento?
Com recurso a centenas de documentos, entrevistas e testemunhos inéditos, esta investigação jornalística traz à luz do dia histórias secretas ou esquecidas do pós-25 de Abril. Quando Portugal ardeu e esteve à beira da guerra civil.

Sobre o autor: Miguel Carvalho nasceu em 1970, é Grande Repórter da revista Visão desde dezembro de 1999. Em 1989, concluiu o Curso de Radiojornalismo do Centro de Formação de Jornalistas do Porto. Trabalhou ainda no Diário de Notícias e no semanárioO Independente. Venceu o Prémio Orlando Gonçalves (Jornalismo), em 2008, e o Grande Prémio Gazeta, do Clube dos Jornalistas, em 2009. Nasceu no Porto, cidade que ama e onde gostaria de viver até ser pó, cinza e nada.
--------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Um romance pleno de mistério, paixão, intriga e glamour.
Tudo começou numa festa. Terminou com um crime, uma mulher desaparecida……e uma promessa de vingança!
Ao entardecer, na belíssima paisagem do Mar Egeu, uma mulher de cabelos ruivos cai da amurada de um iate de luxo. Em terra, o pintor Marco Polo Mahoney vê a queda, percebe que a jovem está ferida e assiste, perplexo, à embarcação a afastar-se deliberadamente. Marco tenta imediatamente salvá-la mas não a consegue encontrar.  É como se a bela ruiva nunca tivesse existido. Mas ele tem a certeza do que viu. E está disposto a tudo para resolver o mistério.
Angie Morse acabou de ser atingida na cabeça com uma garrafa de champanhe. Caiu no mar, ferida, e os seus companheiros parecem estar a abandoná-la. O iate onde ela seguia está a afastar-se, levando consigo os supostos amigos e o namorado. E, embora cada um deles tivesse algo contra si, Angie estava longe de imaginar que quisessem vê-la morta. Agora, enquanto as ondas a tentam submergir, invade-a um sentimento apenas: raiva. É a raiva que lhe vai dar forças para sobreviver… e também para se vingar… 

Sobre a autora: Elizabeth Adler é britânica. Autora de mais de vinte romances, é reconhecida internacionalmente pelas suas histórias envolventes que combinam de forma magistral mistério, amor e destinos de sonho. Os seus livros estão publicados em vinte e cinco países, com mais de quatro milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Adler e o marido viveram em vários países até que fixaram residência em La Quinta, Califórnia, onde passam dias tranquilos na companhia dos seus dois gatos.

[Pegadas & Divulgações] Novidades Marcador - Abril

Sobre o livro: No ano de 1918, o jovem médico tenente Nicolau Lopes Moreira regressa da Frente francesa, ferido e traumatizado, para o seio de uma família burguesa de posses e para um país marcado pelo esforço de guerra, pela eleição de Sidónio Pais e pela pobreza e agitação social e política.
No regresso, Nicolau vê-se confrontado com uma antiga relação com Rosalinda, dançarina e amante de senhores endinheirados, e com as peculiaridades de uma família progressista.
Enquanto a Guerra se precipita para o fim e, em Lisboa, se vive a aflição da epidemia e da difícil situação política, a família experimenta o medo e perda, e Nicolau conhece um amor inesperado enquanto trava as suas próprias batalhas contra a doença e os próprios fantasmas.
Este é um romance de grande fôlego, histórico, empolgante e profundo, sobre a superação pessoal e uma saga familiar num tempo de grande mudança e turbulência em Portugal. 
Sobre a autora: Carla M. Soares é professora, formada em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras de Lisboa, tem um Mestrado em Estudos Americanos - Literatura Gótica e Film Studies. A tese de Doutoramento em História da Arte, iniciada na Faculdade onde se formou, aguarda dias mais tranquilos para uma elaboração cuidada.
Autora do romance de época Alma RebeldeA Chama ao Vento e O Cavalheiro Inglês, da coleção Os Livros RTP, da editora Marcador.
-----------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Quando, após os ataques terroristas do 11 de Setembro, convidaram Lynsey Addario para fazer reportagens no Afeganistão, ela tomou uma decisão que se repetiria muitas vezes — não ficar em casa, não levar uma vida tranquila e previsível; pelo contrário: arriscar a vida, cobrir guerras e atravessar o mundo para se tornar uma das mais importantes fotojornalistas do nosso tempo.
É Isto que Eu Faço segue o percurso de Lynsey Addario — da sua primeira câmara oferecida pelo pai aos anos de repórter local, das guerras no Médio Oriente aos campos de refugiados sírios, mas sempre com a fotografia como propósito, e uma ambição única que a define e a incentiva.
Enquanto mulher num ofício maioritariamente masculino, estava determinada a ser levada a sério, a enfrentar a dureza da profissão e o convívio com a injustiça e a guerra. 
Sobre a autora: LYNSEY ADDARIO É uma fotojornalista norte-americana e colaboradora regular do Th­e New York Times, da National Geographic e da revista Time. Fez a cobertura das guerras no Afeganistão, Iraque, Líbano, Darfur e Congo, e recebeu inúmeros prémios, entre eles o MacArthur Genius Grant e o Pulitzer na categoria de reportagem internacional. Recentemente, fez reportagens para o ­The New York Times sobre os refugiados sírios, o ISIS no Iraque, a guerra civil no Sudão, e a chegada de imigrantes africanos à costa da Sicília.

[Pegadas & Divulgações] Novidades Coolbooks/Porto Editora - Março e Abril

Sobre o livro: Uma palavra encontrada num livro antigo tem o potencial de dizimar a Humanidade, e duas facções distintas digladiam-se pela sua posse na cidade da indústria. As autoridades de Saint Paul entram em alerta total devido a uma ameaça vinda dos céus da cidade, e cabe ao inspector Lindberg travá-la. O mote sexo, drogas e rock industrial manifesta-se na forma de uma estranha doença que aflige Julian Kronenburg, vocalista da banda Brides of Christ. Numa Saint Paul futurista, o êxodo pendular casa-trabalho/trabalho-casa torna-se numa luta diária pela sobrevivência. A queda de um realizador de cinema no vazio arrasta consigo Felix e Melissa, os quais acabam por se unir na sua luta contra o medo e a solidão.
Um escritor atravessa o mundo e os séculos, carregando um segredo terrível, e encontra a sua alma gémea em Saint Paul. A mesma tecnologia que permite repovoar a Terra após o Apocalipse Andróide serve para despoletar psicopatologias latentes, bem como o aparecimento de novos e terríveis crimes. Nas palavras do escritor G.H. Ballantine, «o tempo é o motor do caos e da destruição», e em Saint Paul o passado e o futuro colidem, transformando-se mutuamente. 

Sobre o autor: António Bizarro nasceu em 1978, na cidade de São Paulo, e cresceu no Barreiro; atualmente reside em Pirescoxe, a meio caminho entre um castelo do século XV e uma oliveira milenar. Em 2006 integrou o splitCD ‘Seek And Thistroy!’, da Thisco Records, que incluía o seu projecto de música electrónica City of Industry e as bandas Devhour e Tatsumaki. Em 2010 editou o seu primeiro livro, ‘Siamese Dream’. Em 2015 lançou o seu primeiro álbum em nome próprio, ‘Opus I: Dark Room’, disponível para download em https://soundcloud/antoniobizarro, e o livro ‘Fragmentos – Tony Dornbusch’, através do seu blog http://androidapocalypse.blogspot.pt. Em 2016 publicou o seu terceiro livro, ‘O Longo Caminho de Regresso’, através da Coolbooks.
---------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: JAMIE APRESENTA O LIVRO. 
"A palavra «família» tem um significado diferente para cada um de nós, quando falamos de comida. Para mim, está associada a comida aconchegante, reconfortante e feita para ser partilhada, o que muitas vezes significa que é também comida que não nos faz tão bem. Mas não neste livro! Aqui incentivamo-lo a apreciar boa comida que o alimenta todos os dias, quer a deguste sozinho, com a família ou os amigos. Encontrará neste livro informação nutricional em todas as receitas; procurei também incluir, para todos os almoços e jantares, pelo menos duas porções de fruta e legumes por prato. Cada receita foi criada com a intenção clara de a tornar saudável e este livro é complementado com um último capítulo sobre saúde e bem-estar, para lhe dar a si e à sua família tudo aquilo de que precisam para se sentirem em plena forma e terem uma vida mais feliz e mais saudável."

Sobre o autor: Jamie Oliver é um fenómeno global em matéria de alimentação e promoção de campanhas. Com uma carreira de mais de 17 anos na televisão e na edição de livros, já inspirou milhões de pessoas a gostarem de cozinhar e a preferirem alimentos frescos. A obra social que patrocina, a Jamie Oliver Food Foundation, lidera uma contínua Revolução Alimentar a nível global, com o objetivo de promover a saúde e a felicidade de todos através da alimentação. Jamie começou a cozinhar aos 8 anos no pub dos pais, o CrickIeters, em Clavering, no Essex. Quando terminou os estudos iniciou uma carreira profissional como Chef que o levou até ao River Café, onde foi descoberto por uma empresa produtora de televisão, e assim nasceu The Naked Chef. Em 2001, Jamie deixou The Naked Chef quando abriu em Londres o restaurante Fifteen, que foi o início de um percurso de 15 anos a preparar jovens sem emprego para carreiras profissionais na indústria da restauração, em Londres, na Cornualha e em Amesterdão. Anos mais tarde, liderou um movimento que reivindicava mais qualidade nas refeições das cantinas escolares do Reino Unido e que trouxe grandes mudanças ao sistema alimentar das escolas britânicas. A sua Fundação implementa, no Reino Unido e no estrangeiro, programas de educação alimentar nos ensinos básico, secundário e universitário, e também junto das comunidades mais carenciadas através dos centros do Jamies’s Ministry of Food. As suas campanhas nacionais e internacionais empenham-se em revolucionar os hábitos alimentares dos cidadãos e das suas famílias. Todos os anos, no Food Revolution Day (Dia da Revolução Alimentar), a Fundação celebra o sucesso e chama a atenção para tudo o que precisa de ser melhorado na indústria alimentar, e não só, procurando galvanizar os governos e a indústria a apoiar a promoção de uma mudança positiva na educação alimentar e na saúde pública. Entre os famosos restaurantes do Jamie, destacam-se o Barbecoa e o conjunto de restaurantes Jamie’s Italian, no Reino Unido e no estrangeiro. A sua extensa gama de produtos alimentares e não-alimentares é mundialmente reconhecida. Além de colaborar no Jamie Magazine, Jamie comunica com o seu público através de inúmeras plataformas digitais, criando conteúdos e aparecendo em exclusivo no jamieoliver.com, nos seus canais do Jamie Oliver’s Food Tube, no YouTube, e num número crescente de redes sociais. Jamie publicou até à data 17 livros de cozinha, todos eles campeões de vendas e todos eles acompanhados de programas na televisão. Jamie vive em Londres e no Essex, com Jools, a sua mulher, e com os filhos,
---------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro:  E se Deus marcasse um encontro consigo? As férias de Mackenzie Allen Phillips com a família na floresta do estado de Oregon tornaram-se num pesadelo. Missy, a filha mais nova, foi raptada e, de acordo com as provas encontradas numa cabana abandonada, brutalmente assassinada. 
Quatro anos mais tarde, Mack, mergulhado numa depressão da qual nunca recuperou, recebe um bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à malograda cabana. Ainda que confuso, Mack decide regressar à montanha e reviver todo aquele pesadelo. O que ele vai encontrar naquela cabana mudará o seu mundo para sempre.

Sobre o autor: Wm. Paul Young nasceu no Canadá e foi criado pelos pais missionários no seio de uma tribo indígena da antiga colónia holandesa da Nova Guiné Ocidental. Sofreu grandes perdas durante a infância e o início da idade adulta, mas atualmente vive «em estado de graça» com a família, no Noroeste dos EUA. É autor dos bestsellers do The New York Times, A Cabana, obra recordista de vendas, A Travessia, e também Eva.
---------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Simon Spier tem 16 anos e os únicos momentos em que se sente ele próprio são vividos atrás do computador. Quando Simon se esquece de desligar a sessão no computador da escola e os seus emails pessoais ficam expostos a um dos colegas, este ameaça revelar os seus segredos diante de toda a escola. Simon vê-se, assim, obrigado a enfrentar as suas emoções e a assumir quem verdadeiramente é perante o mundo inteiro. 

Sobre a autora: Becky Albertalli é uma psicóloga clínica que teve o privilégio de acompanhar como terapeuta dezenas de adolescentes inteligentes, estranhos e irresistíveis. Também prestou serviço por 7 anos enquanto líder adjunta de um grupo de apoio à identificação de género, em Washington DC. Vive com a família em Atlanta. Este seu primeiro romance obteve várias distinções, incluindo: nomeação para a Carnegie Medal; seleção para o National Book Award; nomeação pelo Goodreads Choice Awards nas categorias de Autor Estreante e Ficção Jovem-adulto; prémio na categoria Melhor Estreia Jovem-adulto, pelo Williams C. Morris Award.


[Pegadas & Divulgações] Novidades A Esfera dos Livros - Março e Abril

Sobre o livro: Num registo irónico e actual, a jornalista Helena Magalhães, apresenta-nos um livro que nos faz reflectir sobre as relações amorosas nos dias de hoje em que as redes sociais marcam o ritmo: as juras de amor são feitas por Whatsapp, os «amo-te» vêm em forma de fotografia peloInstagram e os ex-namorados e as ex-namoradas dos ex-namorados convivem alegremente no Facebook, assistindo à nossa vida como se de uma novela se tratasse.
Mas Helena acredita no amor, apesar das relações fast-food que muitas vezes sente na pele. Enquanto homens como o Sem Cojones, oFlash, o Velho, o Poeta ou o Telecomunicações vão passando pela sua vida sem deixar nada para contar a não ser histórias caricatas e, por vezes, inverosímeis, Helena Magalhães quer viver todas as sensações que o amor puder oferece-lhe e nunca vai contentar-se com menos do que isso, porque o amor é mais do que isto e há que dizer «não» até que a vida nos dê a entender que chegou o momento de dizer «sim».
Um «sim» apaixonado, confiante e absoluto.
Sobre a autora: Helena Magalhães formou-se em Política Social e, mais tarde, em Criminologia, tendo sempre trabalhado com mulheres. Fez parte de vários projectos governamentais focados no trabalho com mulheres, na violência doméstica e no empowerment feminino. A passagem para a imprensa feminina acabou por ser gradual quando a vontade de escrever falou mais alto. Fez alguns cursos de escrita e jornalismo entretanto. Actualmente, é jornalista de beleza, colaboradora regular no Observador e escreve crónicas para o Brasil Post sobre amor e relações.
O blogue The Styland existe desde 2014 e nasceu devido à sua vontade em criar conteúdos independentes e uma plataforma que se tornasse uma arma de empowerment para as mulheres em termos de amor, beleza e vida no geral. Foi aí que nasceu a crónica «O Amor é Outra Coisa» que começou a contar histórias e a envolver os leitores nesse sentido, com mensagens positivas sobre o amor e as relações modernas.Criou em 2015 o movimento «Vive a Tua Beleza» com outras bloggers que procurou passar mensagens positivas de auto-estima numa sociedade que vive de imagens irreais relativamente ao corpo da mulher.
------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Mentimos por hábito ou para nos protegermos? Para ficarmos bem vistos e impressionarmos os que nos rodeiam? Ou para obter uma vantagem adicional? Mentimos por nos sentirmos inseguros, porque temos uma autoestima baixa, por humanidade? Ou mentimos para esconder algo que fizemos de errado? Para manipular os outros? Quando olhamos à nossa volta apercebemo-nos de que é quase impossível excluir a mentira da nossa vida. Todos os dias dizemos «pequenas» mentiras, que utilizamos de forma quase inconsciente mas que afetam a nossa vida e a dos outros. «Estamos quase a chegar» - e sabemos que ainda demoramos mais 20 minutos. «Esqueci-se de comprar bolachas» - e até comprámos, mas é o que dizemos ao nosso filho quando ele nos pede bolachas mesmo antes do jantar. «Não recebi esse e-mail» - e, na verdade, recebemos mas é o que respondemos ao nosso chefe quando nos pergunta se uma tarefa já está feita.
A psicóloga María Jesús Álava Reyes, autora do bestseller A Inutilidade do Sofrimento, ensina-nos a detetar as nossas próprias mentiras e as dos outros, a perceber se existe uma relação direta entre mentira e a personalidade que leve determinadas pessoas a mentir mais do que outras, quais os erros a evitar para não cairmos nas mentiras alheias ou se temos consciência das nossas próprias mentiras.
Um livro essencial para levarmos uma vida mais verdadeira, porque há mentiras no amor, no trabalho, nas relações de amizade ou na política que causam problemas emocionais e que escondem segredos que convém muitas vezes descobrir.

Sobre a autora: Com um trabalho reconhecido em Espanha e na América Latina, María Jesús Álava Reyes é licenciada em Psicologia pela Universidade Complutense de Madrid e mestre em Direcção de Recursos Humanos e em Psicologia Pedagógica, e especialista em Coaching Executivo. Foi considerada como uma das TOP 100 Mulheres Líderes em Espanha em 2012, ocupando a primeira posição na categoria de Pensadoras. É diretora do Centro de Psicologia Álava Reyes, onde trabalham mais de 30 profissionais na área de Psicologia e Medicina, e sócia-directora da empresa Apertia-Consulting, uma empresa de consultoria orientada para a eficiência operativa através de melhorias na gestão, no desenvolvimento pessoal e na comunicação, com resultados amplamente comprovados. Colabora habitualmente com diversos meios de comunicação – imprensa rádio e televisão – e é autora de diversos livros como A Inutilidade do Sofrimento (33.ª edição), A Arte de Arruinar a Sua Própria Vida (9.ª edição), Nem as Mulheres são tão Complicadas nem os Homens tão Simples (6.ª edição), Trabalhar sem SofrerRecuperar a Ilusão, As Três Chaves para a Felicidade, todos publicados por A Esfera dos Livros.
------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: A receita é simples: começa na organização e no estabelecer prioridades. Como deve ser esta organização? Como gerir prioridades? Ficam duas dicas:
- Crie um pequeno stock em casa: a cozinha não precisa (nem deve) estar sempre no limite. Por exemplo: se consome muito esparguete e a sua marca preferida está com 50% de desconto, compre logo 3 ou 4 embalagens, o que evita as idas diárias ao supermercado.
- Estabeleça prioridades: estar em promoção não torna o produto prioritário, promoções circulam todas as semanas, ou está com um preço nunca antes visto, ou é preferível só comprar se realmente precisar, de outra forma transforma-se num comportamento obsessivo, e para poupar isso não deve acontecer.
Janine Medeira é especialista em poupança e autora do blogue Poupadinhos & Com Vales - o segundo blogue mais lido em Portugal. No livro Ser Feliz Não é Caro apresenta-nos todas as estratégias, dicas e truques para poupar em todas as áreas do seu dia a dia: supermercado, casa, cozinha, seguros, carro, nas férias, entre tantas outras. E, para perceber como se faz, a autora apresenta-lhe as contas para provar que este não é um objetivo impossível de alcançar. Porque poupar não tem de ser sinónimo de passar privações, mas sim de fazer as escolhas certas, no momento certo. Depois é só uma questão de usufruir do dinheiro que poupou e ser feliz.

Sobre a autora: Janine Medeira nasceu em 1981. É docente na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo - Universidade do Algarve, lecionando no Curso Superior de Turismo, Curso Superior de IAT e Curso Superior de Assessoria de Administração nas cadeiras de Animação Turística, Princípios de Turismo II, Operações Turísticas e Organização de Eventos e Congressos, Gestão da Animação. Pós-graduada em Marketing Turístico, na Universidade do Algarve, ESGHT e licenciada em Turismo e Marketing na Universidade do Algarve. Criadora e administradora do blogue Poupadinhos & Com Vales, desde março de 2013, o segundo blogue mais visitado a nível nacional, primeiro dentro da categoria de Política, Economia e Negócios. Em 2016 este blogue venceu o prémio Blogue do Ano na categoria de Política, Economia e Negócios.
------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: As férias da Páscoa dos mais novos começam já esta semana. Muitas crianças pouco mais farão, durantes esses 15 dias, do que entreter-se com dispositivos com ecrã. Embora essas formas de comunicação possam ser uma poderosa ferramenta de educação, o que ocorre muitas vezes é que nos deixamos dominar por elas, a começar nos pais. Por isso, estas perguntas são para si:
- Deve ou não deve ser amigo do seu filho no Facebook?
- Sabia que o vídeo na hora da sopa pode vir a tornar-se o seu pior inimigo?
- Imagina o que pode estar a acontecer quando um professor lhe diz que o seu filho tem sono nas aulas?
- Quando é que deve ligar ecrãs nas viagens de carro?
- Por que é que é tão errado encostar telefones a copos de água diante dos miúdos nos restaurantes?
- Será mesmo uma boa ideia conceder mais meia hora de computador como prémio de bom comportamento?
- Qual a grande diferença entre ser alvo de troça na escola, com umas «bocas» e encontrões, ou ser vítima de cyberbullying?
- Já alguma vez parou para pensar no conceito de «aplicações didáticas»?
- Então e a televisão: se virmos todos em família não faz mal, não é?
- Acredita no seu filho adolescente quando ele diz que está acompanhado porque está a jogar online?

Dificilmente haverá um tema da atualidade que interfira tanto no nosso dia-a-dia como o consumo desenfreado de videojogos, redes sociais e ecrãs de um modo geral, sejam computadores, tablets ou telemóveis. Um universo de investigação, fascínio e preocupação gira em torno deste fenómeno, abordando desde a forma como nos relacionamos com os outros ao modo como nos isolamos deles, passando pela maneira como as notícias se propagam, a cultura se manifesta ou conceitos como «amigos» e «mensagens» se modificam.
É esse o objetivo de i-Agora? – um livro de leitura fácil e fundamental para as famílias do século XXI - em que a psicóloga Rosário Carmona e Costa, estudiosa desta temática há vários anos, fornece respostas simples e diretas para um problema tão complexo e tão atual.  
Sobre a autora: Rosário Carmona e Costa é psicóloga clínica, pós-graduada em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental de Crianças e Adolescentes, com experiência clínica em perturbações do desenvolvimento e socio-emocionais e com especial interesse por competências sociais, ansiedade, depressão e bullying. Especializada em Psicologia da Web e Cyberbullying, realiza, desde a sua passagem por Singapura - onde estagiou num programa de prevenção da dependência da Internet - trabalho de investigação na intervenção e formação a pais, professores e jovens nas novas dependências, uso excessivo e inadequado das novas tecnologias e cyberbullying.
------------------------------------------------------------------------
Sobre o livro: Quantas vezes já teve que pedir à sua mãe que lhe cosesse os botões da roupa dos seus filhos, porque não sabe como fazê-lo, ou recorre a uma costureira para lhe tratar da bainha das calças? A máquina de costura que comprou está arrumada a um canto porque não faz ideia de como trabalhar com ela? E aquele tecido que era perfeito para as janelas da sua sala, mas que acabou por não comprar porque costurar uns cortinados lhe pareceu uma tarefa impossível?
Joana Nobre Garcia, autora do bestseller Costura-mania, apresenta este manual em que explica o bê-a-bá da costura em 51 lições – que vão do trabalho mais simples ao mais elaborado. Nestas páginas, poderá aprender a marcar e a cortar tecidos, a chulear, a rematar, a fazer bainhas e decotes e, num nível acima, a costurar capas de almofadas, cortinados e toalhas de mesa ou mesmo a criar uma manta em patchwork.
Depois é só pôr mãos à obra e começar a costurar – para si, para a sua família, para a sua casa e, quem sabe, para transformar este hobby num bom negócio. Aliás, não vá ser essa a sua ideia, a autora dá vários conselhos e pistas que têm como objetivo motivar as suas leitoras mais empreendedoras a levar a costura (ainda mais) a sério.

Sobre a autora: Licenciada em Economia pela Universidade Católica Portuguesa, há vários anos que Joana Nobre Garcia trocou a máquina de calcular pela máquina de costura. É criadora e proprietária da marca Rosapomposa, na qual cria objetos únicos, feitos à mão, desde brinquedos, sacos em tecido e inúmeras utilidades, além de dar consultadoria a muitas marcas no desenvolvimento e criação de novos produtos. É professora de costura criativa em vários colégios em Lisboa, onde tentar fomentar as artes manuais entre os mais novos. Ao longo do ano leciona workshops para adultos e crianças e ateliês para crianças nas férias escolares. É presença assídua em vários órgãos de comunicação social e colabora com algumas campanhas de solidariedade como o Banco do Bebé ou a Dress a Girl Around the World. É responsável editorial da Revista Make it!, uma revista trimestral de costura criativa. Colabora com a Ikea, dando workshops temáticos e é designer da marca de tecidos brasileira Panoah, lançando duas coleções de tecido e tecidos autocolantes por ano. Com a Esfera dos Livros já editou Costura-maniaUma Casa para Costurar e Costurar é Divertido.