quarta-feira, 12 de julho de 2017

[Pegadas & Divulgações] Novidades Grupo Lidel - Julho

Sobre a obra: O Poder é uma palavra incómoda. Pode traduzir-se em bem ou mal, pode ser uma força com objetivos corruptos ou para alcançar a paz, tudo depende de quem pratica o ‘poder’. É esta separação que esta nova obra pretende fazer: o poder só é corrompido consoante o uso que dele se faz.
Na história da humanidade, são inúmeras as personalidades que usaram (e outras que ainda usam) o poder em prol de um bem maior, como é o caso de Nelson Mandela, Dalai Lama, Martin Luther King ou até mesmo do atual Papa Francisco. Mas, tal como há pessoas que usam a sua posição de renome para prosseguirem missões valorosas, há também muitos exemplos do oposto.
Com este livro, os autores pretendem debater os vícios e virtudes do poder e de quem o detém, e de como este altera inevitavelmente as pessoas, o seu comportamento e forma de estar.
Uma obra de reflexão que mostra os jogos de poder que hoje existem, mas que são impossíveis de contornar, visto que o poder é um elemento social bastante enraizado e que deriva das relações sociais.

Principais conteúdos:
· O que é o poder;
· De onde vem o poder?
· O (des)poder subindo à cabeça;
· Ganhando poder;
· Mantendo e desenvolvendo o poder: o poderoso em diálogo consigo próprio e com os outros;
· Mantendo e desenvolvendo o poder: o poderoso e a realidade real;
· Perdendo poder;
· Dizer adeus ao poder é uma arte difícil;
· 33 Lições condensadas sobre o poder.

Sobre os autores:
Ana Guinote
Professora associada na University College London, fez o seu doutoramento na Universidade de Heidelberg, na Alemanha. A sua investigação centra-se no modo como as relações sociais afetam a motivação, a cognição e a autorregulação. Estudou também a forma como o poder influencia a persecução de objetivos, a atenção e o altruísmo. Foi editora associada das revistas Personality and Social Psychology Bulletin e British Journal of Social Psychology.

Arménio Rego
Professor catedrático convidado na Católica Porto Business School. É autor ou coautor de diversos livros nas áreas da liderança e da gestão de pessoas. Tem realizado formação, coaching e consultoria nas mesmas áreas. Com trabalhos de investigação premiados em Portugal e no estrangeiro, a Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas (APG) considerou-o, em 2014, uma das 25 pessoas mais influentes da gestão de recursos humanos em Portugal.

Miguel Pina e Cunha
Professor catedrático na Nova School of Business and Economics e Presidente do Conselho Científico desde 2012. Investiga os processos de liderança e de mudança organizacional, tendo publicado mais de 150 artigos sobre o tema em revistas da especialidade, como a Academy of Management Review. Colaborou também com diversas escolas internacionais, incluindo LUISS Guido Carli (Roma), Mediterranean School of Business (Tunes) e Universidad de los Andes (Bogotá).
-------------------------------------------------------------------
Sobre a obra: Nas fases da gravidez e pós-parto, a mulher passa por mudanças biológicas, psicológicas e sociais muito importantes e que conduzem com frequência ao aparecimento de patologias psíquicas ou ao agravamento de perturbações previamente existentes. Esta obra reflete sobre a natureza e o tratamento desses distúrbios psicológicos que são muitas vezes mal avaliados e compreendidos, e impedem muitas mulheres de apreciar alguns dos momentos mais afetivos das suas vidas.
Com a participação de 13 especialistas, “Saúde Mental na Gravidez e Puerpério” é uma ferramenta de apoio não só para médicos (de família, ginecologistas-obstetras e pediatras) como para psicólogos. Pela forma simples como está escrito é também de particular interesse para as (futuras) mães.

Principais conteúdos:
· Perturbações psiquiátricas na gravidez e no pós-parto;
· Interface físico-psicológica na gravidez;
· Apoio psicológico na gravidez e no pós-parto;
· Psicofármacos na gestação;
· Psicofármacos e aleitamento.

“ (…) Para a mulher, não é só o corpo que muda. Durante este período, muda também um conjunto de representações que a mulher tem sobre si mesma, enquanto filha e enquanto futura mãe, sobre o bebé que ainda não nasceu, sobre o seu parceiro, tudo isto refletindo a sua história relacional e os conflitos e as fantasias associados.”

Sobre os autores:
Diogo Telles Correia
Médico Psiquiatra e Psicoterapeuta, é Professor Auxiliar com Agregação da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa onde leciona Psiquiatria, Psicopatologia e História da Medicina. Dá também aulas de Psiquiatria Forense na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e é Assistente Hospitalar no Hospital de Santa Maria (CHLN, EPE). Consultor na Unidade de Transplantes do Hospital Curry Cabral (CHLC, EPE), Vice-presidente da Associação de Psicopatologia Portuguesa, Membro da Direção da Secção de Psiquiatria de Ligação da Associação Europeia de Psiquiatria, Membro da Associação Portuguesa de Terapias Comportamental e Cognitiva (APTCC), bem como de várias outras associações científicas nacionais e internacionais.
Tem nove livros publicados, três deles para o grande público - “A Vida num Degrau”, “Eu Existo” e “Pensar. Sentir. Viver” - este último em colaboração com a jornalista e diretora-adjunta de informação da TVI, Judite Sousa.
Publicou também mais de meia centena de artigos e capítulos em jornais e livros científicos nacionais e internacionais.

Maria do Céu Santo
Médica Especialista em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital de Santa Maria (CHLN, EPE) e no Hospital da Luz. Pós-graduada em Medicina Sexual e em Medicina Anti Envelhecimento, com a competência em Sexologia Clínica pela Ordem dos Médicos. Coordenadora do Núcleo de Medicina Sexual da Sociedade Portuguesa de Ginecologia e Formadora de Obstetrícia na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. É autora e coautora de diversos livros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário